Passo a passo sobre Planejamento Estratégico

Para uma empresa de qualquer tamanho, montar seu planejamento estratégico é uma etapa fundamental. É a partir dele que muitos cenários futuros são projetados. Os sócios ou diretores precisam focar na construção do planejamento estratégico, caso almejem um futuro próspero para empresa.

Mas, afinal, como podemos definir o Planejamento Estratégico?

Trata-se de uma reunião de métodos gerenciais que guiam sua empresa em decisões macros. É, a grosso modo, a forma como sua empresa deve pensar suas estratégias, e nele vão constar coisas simples como: quando fazer reformas patrimoniais ou implantação de um sistema de gestão empresarial.

LEIA TAMBÉM: 5 Dicas para realizar uma gestão empresarial eficiente

O passo a passo do Planejamento Estratégico

Para melhorar o entendimento sobre planejamento estratégico, apresentaremos aqui, um passo a passo de como montar ou rever o planejamento estratégico da sua empresa. São pontos gerais que boa parte dos especialistas em gestão empresarial recomendam.

#1 – Montar um plano

Sua empresa é uma instituição, ou seja, precisa de estatutos para orientar seus rumos. No plano devem ser listados os objetivos que irão consolidar a marca no mercado. Nele estarão descritos padrões a ser seguidos pela empresa durante sua jornada comercial.

O que lhe difere do planejamento é que não se trata da realização dos procedimentos, mas sim das indicações de como eles devem ser feitos. É uma questão puramente conceitual, porém, precisa ser esclarecida e delimitada para o sucesso do planejamento estratégico.

#2 – Traçar objetivos

Outro ponto essencial do planejamento estratégico, consiste em listar as possíveis situações que devem ser alcançadas durante o trabalho da empresa. O objetivo é a forma de confirmar a missão da organização, e mostrar aos planejadores que o trabalho tem sido executado de acordo com a estratégia criada.

#3 – Implantação de metas

É a forma de quantificar os objetivos da empresa. São distribuídas pelos departamentos, de acordo com as demandas de seus serviços. As metas mostram ou criam prazos para que alguns pontos do planejamento estratégico entrem em ação. Normalmente são trabalhadas com indicadores, o que mostrará a equipe seu desenvolvimento.

As metas levantam um fator importante do planejamento estratégico: tempo de execução. Essas estratégias precisam ter um cronograma de execução. Ou seja, não é um documento estático, sem prazo para ser colocado em prática.

Por isso atualmente muitas empresas fazem uso de sistema ERP online, para consolidar dados da empresa, tais como:

– Controle financeiro
– Números de venda
– Níveis de estoque
– Consumo de clientes e outros

A partir dessas informações poderão traçar metas para melhorar o rendimento nesses aspectos básicos para o funcionamento da empresa.

#4 – Como tomar decisões

No planejamento estratégico deve constar, evidentemente, as diretrizes para tomada de decisões. Serão guias que são aplicados em filiais, por exemplo: para seguir um padrão de contratação de funcionários, relação com fornecedores e outros.

LEIA TAMBÉM: Metodologias Ágeis que vão melhorar a produtividade da sua empresa

#5 – Criação de programas

Aqui a ideia é de aplicação, continuidade e renovação do planejamento estratégico. Muitos programas devem ser criados para execução das metas e políticas, por exemplo.

Os programas convidarão componentes da empresa a fazer parte de processos essenciais no desenvolvimento da empresa. É importante lembrar que muitas empresas são regidas por legislações trabalhistas mais complexas, e precisam envolver seus funcionários em Comissão Internas de Prevenção de Acidente (CIPA), Brigadas de Incêndio e até representação em órgãos de classes. Os programas servirão para, entre outras coisas, trazer soluções para essas necessidades.

# 6 – Os programas precisam de projetos

Os projetos são componentes dos programas. Um programa poderá ter mais de um projeto para desenvolvê-lo. Eles são operacionais, portanto, devem propor formas para realizar as ações necessárias.

O ideal é que os projetos sejam elaborados pelos gestores. Para isso, a cúpula, durante o processo de criação do planejamento estratégico, deverá disponibilizar recursos ou meios para que os trabalhos sejam efetivados.

Não existe empresa sem Planejamento Estratégico

Isso deve ficar bem claro ao empreendedor que inicia seu negócio, ou que pensa em ampliar sua empresa. Considerar contratar uma assessoria empresarial que lhe ajude a desenvolver seu planejamento estratégico é uma atitude positiva.

Essas empresas estão preparadas para colaborar em processos que vão desde treinamento de pessoal até implantação de programas online de gestão empresarial.

E àqueles que precisam conhecer um pouco mais sobre planejamento estratégico, vale conhecer o [e-book] Planejamento Estratégico sobre o assunto. Material completo que ajudará a desmistificar conceitos que às vezes são difíceis de entender.

 

Conteúdo colaborativo enviado pela Equipe GestãoClick.

Comentários

comments