Ideação e Prototipação no Design Thinking

Após realizar as etapas de Imersão, preliminar e em profundidade, e Análise e Síntese do seu projeto de Design Thinking, você deve ter novas ideias e partir para a prática! E por isso que hoje vamos falar sobre as etapas de Ideação e Prototipação.

Continuando a nossa jornada sobre o Design Thinking, vamos conversar sobre as características de cada uma destas etapas, como você deve direcionar seu projeto nessa fase e fala também sobre quais são as principais ferramentas que você pode usar nesta etapa.

Então, vamos lá, prontos para as etapas de Ideação e Prototipação? É hora de colocar a “mão na massa”!

SUGESTÃO: Caso você ainda não tenha lido as publicações anteriores da nossa série, acesse a nossa galeria de artigos.

Lá você encontrará assuntos relacionados à origem e os conceitos do Design Thinking, os seus 3 Pilares e começará a aprender como resolver os problemas da sua empresa de forma criativa e inovadora.

LEIA TAMBÉM: Os primeiros passos para inovar

Etapas de Ideação e Prototipação

Ideação

A fase de Ideação, como o próprio nome sugere, é a etapa utilizada para gerar novas ideias, que sejam inovadoras. Para tal, deve-se utilizar as ferramentas de síntese criadas na fase de análise para estimular a criatividade e gerar soluções que estejam de acordo com o contexto do assunto trabalhado. Seguem algumas das ferramentas utilizadas na etapa de Ideação:

Brainstorming

Também conhecida como tempestade de ideias, é uma técnica de dinâmica de grupo, voltada a desenvolver e explorar a potencialidade criativa de um indivíduo ou de um grupo (criatividade em equipe), colocando-a a serviço de objetivos pré-determinados.

Matriz de Alinhamento

Trata-se de um painel com três categorias: certezas, suposições e dúvidas. Nas Certezas, deve-se colocar tudo o que nos parece ser verdade absoluta. Nas Dúvidas, anota-se o que não sabemos, mas possivelmente gostaríamos de saber sobre o projeto.

Já nas Suposições, devemos listar as informações que acreditamos que sejam verdade, porém não temos certeza sobre elas. Elas devem ser listadas para que sejam debatidas em grupo.

Workshop de Cocriação

Formado por uma série de atividades em grupo com o objetivo de estimular a criatividade e a colaboração, fomentando a criação de soluções inovadoras. Geralmente, as pessoas que podem ter envolvimento com as soluções que estão sendo desenvolvidas são convidadas a participar, seja de forma direta ou indireta.

Mural de Possibilidades

Devemos construir o Mural de Possibilidades com post-its onde colocaremos todas as ideias e possibilidades geradas pelo grupo. Em seguida, devemos escolher as 02 melhores ideias e descrevê-las com maiores detalhes. Como você pode observar na imagem.

Ferramenta de Seleção de Ideias

A Ferramenta de Seleção de Ideias é um instrumento que auxilia na escolha da ideia que apresente maior viabilidade para implementação. Para isto, você deve atribuir indicadores que variam de peso entre 1, 3 e 5 para as áreas de Prazo de Implantação, Investimento e Potencial de Retorno.

Ao fim deste processo, a ideia que apresentar o maior somatório deve ser considerada para implementação no curto prazo e a segunda maior deve -ser encarada como ideia a ser implantada no médio prazo. Já as demais ideias, devem ser planejadas para futura implantação no longo prazo.

LEIA TAMBÉM: Inovação com Marketing Digital

Prototipação

A Prototipação tem como função auxiliar a validação das ideias geradas, através da criação de um protótipo das melhores ideias identificadas nas fases anteriores do projeto.

Apesar de ser apresentada como uma das últimas fases do processo de Design Thinking, esta fase pode ocorrer ao longo do projeto, em paralelo com a Imersão e a Ideação.

A prototipagem é uma comunicação, onde cada protótipo torna as ideias atuais visíveis e tangíveis e, portanto, permite que sejam discutidas. Desta forma, a prototipação possibilita a participação dos utilizadores finais (clientes ou usuários) desde o início do processo de inovação. Podemos utilizar as seguintes ferramentas:

Storyboard

O Storyboard é uma representação visual de uma história através de quadros estáticos, compostos por desenhos, colagens, fotografias ou qualquer outra técnica disponível.

Protótipo em papel

São representações de interfaces gráficas com diferentes níveis de fidelidade, desde desenhos à mão em pequenos pedaços de papel, até uma embalagem de sabonete com detalhes finais de texto e cores. Um protótipo em papel pode começar de maneira simplificada e ganhar complexidade ao longo das interações com o usuário ou com a equipe.

Mockups e maquetes

São modelos em escala ou de tamanho real de algum projeto ou objeto, utilizado para demonstração, avaliação de design ou outro propósito qualquer em que seja adequado. Os Mockups são modelos virtuais que podem ser construídos em softwares, enquanto as Maquetes são miniaturas reais dos produtos e serviços que podem ser confeccionados com materiais.

LEIA TAMBÉM: Design Thinking como Modelo Mental

Prepare-se a fase de Validação vem por ai!

Hoje chegamos ao penúltimo post da nossa série sobre Design Thinking. E você pôde conhecer as etapas de Ideação e Prototipação, saber o objetivo de cada uma delas e quais ferramentas podem lhe ajudar neste processo.

Em seguida nós vamos falar sobre a etapa de Validação, uma das mais importantes fases de um projeto de Design Thinking.

Então, fique ligado e continue acompanhando as nossas publicações. Lembrando sempre de colocar o aprendizado em prática – não se esqueçam disto!

The following two tabs change content below.

Breno Paredes

Apaixonado por viagens e praticante de surf e Jiu-Jitsu. Breno Paredes é Diretor Executivo da Cysneiros e Consultores, mestre em Administração e Consultor e Instrutor Empresarial nas áreas de planejamento e gestão empresarial, finanças e inovação.

Comentários

comments

Breno Paredes

Apaixonado por viagens e praticante de surf e Jiu-Jitsu. Breno Paredes é Diretor Executivo da Cysneiros e Consultores, mestre em Administração e Consultor e Instrutor Empresarial nas áreas de planejamento e gestão empresarial, finanças e inovação.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *