Análise e Síntese: quais ferramentas de Design Thinking você deve utilizar?

No último post da série sobre Design Thinking, conversamos sobre a etapa de Imersão e suas fases, preliminar e em profundidade. E para continuar esta jornada, hoje falaremos sobre as principais ferramentas utilizadas na fase de Análise e Síntese do seu projeto de Design Thinking.

Caso você ainda não tenha lido as publicações anteriores da nossa série, clique aqui e acesse a nossa galeria de artigos. Lá você encontrará desde assuntos relacionados à origem e os conceitos do Design Thinking, os seus 3 Pilares e começará a entender porque este tipo de abordagem pode resolver problemas da sua empresa de forma criativa e inovadora.

Uma vez que a etapa de Imersão se encarrega em nos aprofundar sobre o problema e o contexto que ele está inserido – levantando diversas informações e dados -, é necessário que seja realizada uma etapa de Análise e Síntese, com o propósito de reajustar as informações coletadas e estabelecer um foco para o projeto.

É sobre a importância dela que conversaremos hoje!

LEIA TAMBÉM: Design Thinking: inovação para sua empresa

A etapa de Análise e Síntese

O objetivo da etapa de Análise e Síntese é organizar as informações e ideias com o intuito de obter padrões que auxiliem na compreensão do problema que está sendo investigado.

Devido ao volume de informações levantados na fase de Ideação, a fase de Análise e Síntese busca organizar esses dados e informações de uma maneira lúdica e visual para facilitar a identificação das oportunidades e desafios relacionados ao problema investigado.

E existem algumas técnicas e ferramentas que podem lhe ajudar a organizar estas informações que muitas vezes podem ser tão confusas. Conheceremos algumas delas a seguir!

Ferramentas adequadas à fase de Análise e Síntese

Definição de Persona

Persona é a representação fictícia do seu cliente ideal. Utilizamos esta técnica para definir o perfil cliente típico, com todas as principais características dos compradores, que devem ser baseadas em dados reais sobre o seu comportamento e características demográficas, suas histórias pessoais, motivações, objetivos, desafios e preocupações.

LEIA TAMBÉM: Os 3 Pilares do Design Thinking

Mapa de Empatia

É uma ferramenta de síntese das informações sobre o cliente numa visualização do que ele diz, faz, pensa e sente. O objetivo é organizar os dados da fase de Imersão de uma maneira visual e prática de forma a promover o entendimento das diferentes situações de contexto, necessidades, comportamentos e preocupações dos clientes.

Mapa Conceitual

É uma visualização gráfica, construída para organizar visualmente dados complexos de campo, em diferentes níveis de profundidade e abstração. Seu objetivo é ilustrar os elos entre os dados e, assim, permitir que novos significados sejam extraídos das informações levantadas na etapa de Imersão.


LEIA TAMBÉM:
Inovação, Empreendedorismo e Design Thinking

Mapa Mental

Utilizada para ilustrar ideias e conceitos, dando-lhes forma e contexto, estabelecendo as relações de causa, efeito, simetria e/ou similaridade que existem entre elas. Exemplo do Mapa Mental do Design Thinking.


LEIA TAMBÉM:
Design Thinking como Modelo Mental

Mas não acaba aqui!

No post de hoje nós abordamos a importância da etapa de Análise e Síntese e vimos algumas excelentes ferramentas que podem lhe ajudar nesta fase do projeto de Design Thinking.

Mas a nossa série não para por aqui, nas próximas publicações vamos conversar sobre as fases de Ideação, Prototipação e Implementação.

Continue acompanhando e colocando os aprendizados em prática, para continuar inovando e se diferenciando do mercado.

The following two tabs change content below.

Breno Paredes

Apaixonado por viagens e praticante de surf e Jiu-Jitsu. Breno Paredes é Diretor Executivo da Cysneiros e Consultores, mestre em Administração e Consultor e Instrutor Empresarial nas áreas de planejamento e gestão empresarial, finanças e inovação.

Comentários

comments

Breno Paredes

Apaixonado por viagens e praticante de surf e Jiu-Jitsu. Breno Paredes é Diretor Executivo da Cysneiros e Consultores, mestre em Administração e Consultor e Instrutor Empresarial nas áreas de planejamento e gestão empresarial, finanças e inovação.